Hormônios, traumas, sedentarismo, histórico familiar, obesidade e tabagismo são alguns dos fatores que podem levar ao surgimento das varizes, as famosas “veias escuras” no corpo, mais comuns nas pernas durante a fase adulta. Estas veias são na verdade vasos sanguíneos dilatados ou mal formados.É importante ficar atento ao surgimento das varizes, pois elas podem tornar-se um incômodo muito maior do que apenas estético, visto que em casos de aparecimento múltiplo, quando várias veias tornam-se insuficientes e varicosas, o sangue começa a ficar retido nos membros inferiores, causando vários transtornos como desconforto, sensação de peso, dores locais, e, em casos avançados, até mesmo aparecimentos de úlceras e infecções de pele.Para tratar as varizes ainda em estágio inicial, a escleroterapia é uma ótima opção, sendo um procedimento simples, sem necessidade de cirurgia, com aplicações feitas sobre a veia, causando uma alteração nas células do vaso, fechando-o. Os resultados podem ser visíveis em cerca de 3 a 6 semanas..


A escleroterapia pode provocar alguma dor ou desconforto quando a agulha é inserida na veia ou no momento em que a substância esclerosante é inserida, como uma sensação de queimação no local. No entanto, essa dor é suportável e passageira.Para o tratamento ser realizado deve-se evitar a depilação ou aplicação de cremes na véspera. Após a escleroterapia, recomenda-se a utilização de meia de compressão elástica, tipo Kendall, durante o dia, por cerca de 2 a 3 semanas, evitar o exercício físico exaustivo durante 2 semanas após o procedimento, e a exposição solar durante o mesmo período.O tratamento da escleroterapia é bastante eficaz, mas ele não impede a formação de novas varizes, por isso é importante adotar hábitos saudáveis para evitar a dilatação de outros vasos sanguíneos.

 

Gostei, mas tenho dúvidas:

Nome: 
E-mail 
Telefone: 
Mensagem: